segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Laranja da Terra será beneficiado com três antenas de telefonia móvel em 2018

Os moradores de Laranja da Terra, na Região Serrana do Espírito Santo, foram surpreendidos com a boa notícia de que o município será beneficiado com três antenas de telefonia móvel e internet 3G.
Por meio do Programa Campo Digital, a comunidade de Criciúma e os distritos de São Luiz Miranda e Joatuba receberão as antenas que vão transmitir o sinal da operadora Vivo.

Foto: Reprodução
A Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), informa que além de Laranja da Terra outros 37 municípios irão receber equipamentos. Ao todo serão 50 torres instaladas de norte a sul do ES. A previsão é de que o contrato seja assinado no início do próximo mês. A Vivo terá oito meses para realizar a instalação das torres, conforme prevê o edital, após a assinatura do contrato.

A contratação das antenas de telefonia móvel e internet 3G para as localidades que não contam com o serviço foi separada em quatro lotes e os municípios foram separados de acordo com a região onde estão localizados. Dois lotes tiveram o certame concluído.


"As localidades que vão receber as antenas foram definidas com base em critérios técnicos de serviço e quantidade de população beneficiada. A instalação das antenas começa assim que o contrato for assinado. A comunicação digital permite que o produtor rural consiga, por exemplo, saber a cotação do café em tempo real, negociar, vender, trocar informações e muitas outras atividades. Esse modelo que vamos adotar fortalece a agricultura capixaba", destacou o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto.


Confira a lista das 50 localidades que terão as antenas da operadora Vivo:


Alegre

- Santa Angélica

Alto Rio Novo

- Monte Carmelo do Rio Novo

Anchieta

- Olivânia

Apiacá

- Batatal

Aracruz

- Comunidade Rio Francês, Distrito de Jacupemba

- Comunidade Córrego Alegre, Distrito de Guaraná

Atílio Vivacqua

- Comunidade de Antas

- Alto São José (Vila Nova), Rod. Ricarco Barbieri

Baixo Guandu

- Distrito de Vila Nova do Bananal

Bom Jesus do Norte

- Comunidade Palmeiras

Cachoeiro de Itapemirim

- Comunidade de Gruta

Colatina

- Paul de Graça Aranha

Divino de São Lourenço

- Comunidade Córrego Azul

Dores do Rio Preto

- Mundo Novo

Governador Lindenberg

- Córrego Moacir, Comunidade Santo Izidoro

Guaçuí

- Distrito de São Tiago

Ibatiba

- Criciúma

- Córrego São João, "Alto Inês"

Ibiraçu

- Km217 - BR101 (Morro da Vargem)

Ibitirama

- São José do Caparaó

Irupi

- Recreio

Itapemirim

- Fazenda Velha

Itarana

- Comunidade do Meneguel

Iúna

- Distrito de Nossa Senhora das Graças

Jerônimo Monteiro

- Comunidade de Oriente

- Taquaruçu

João Neiva

- Distrito de Cristal

- Demétrio Ribeiro

  
Laranja da Terra

- Joatuba

- Distrito de São Luiz Miranda

- Comunidade de Criciúma

Marilândia

- Alto Liberdade

Mimoso do Sul

- São Pedro do Itabapoana

- Comunidade de Santo Antônio de Muqui

Muqui

- Santa Rita

Pancas

- São José

Piúma

- Nova Esperança

Presidente Kennedy

- Jaqueira

- São Salvador

Rio Bananal

- São Francisco

Rio Novo do Sul

- Virginia Velha

Santa Teresa

- Barracão de Petrópolis

São Domingos do Norte

- Córrego da Divisa

São Gabriel da Palha

- São Roque da Terra Roxa

- Patrimônio de São José

São Roque do Canaã

- Distrito de Santa Julia

- Distrito de Agrovila

Sooretama

- Juncado

- Patrimônio da Lagoa

Vila Valério

- Jurama

As demais 50 torres tiveram o edital de licitação publicado novamente nesta sexta-feira (26), pois no primeiro certame não houve propostas por parte das empresas.

Programa Campo Digital

Como forma de facilitar a comunicação do homem do campo e levar a inclusão social às comunidades do interior do Espírito Santo, o Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) – lançou em maio deste ano o novo programa de instalação de antenas de telefonia móvel rural, o “Campo Digital”. Serão 100 antenas espalhadas pelo Estado.

O investimento total será de R$ 30 milhões e o pagamento às empresas vencedoras será feito por meio de Concessão de Crédito Outorgado de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O objetivo da implantação da telefonia móvel rural é permitir o contato entre produtores, consumidores, fornecedores e compradores, reduzindo o custo da produção, já que o produtor rural não precisará mais se deslocar para se comunicar com outros agentes que formam a cadeia produtiva. Além disso, permite ao homem do campo melhor integração entre meios urbano e rural, levando dignidade e inclusão social.

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: