quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Assinado termo que transforma Rádio Educadora em FM

A Rádio Educadora AM de Afonso Cláudio, na Região Serrana do Espírito Santo, deu mais um importante passo no processo de migração de sinal AM para FM. Na manhã desta quarta-feira (06), a emissora que completou 35 anos no ar no último dia 29 de novembro, participou de uma cerimônia onde foi assinado o termo aditivo de adaptação de outorga. Ao todo 58 emissoras de rádio AM de todo país participaram do evento.

Foto: Ricardo Fonseca
A cerimônia chamada de força-tarefa de migração de rádios AM para FM, que é uma das últimas etapas do processo aconteceu às 10h da manhã no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e contou com a presença do ministro Gilberto Kassab e do governador do Estado do Espírito Santo Paulo Hartung. Além da Rádio Educadora, outras três emissoras de Cachoeiro do Itapemirim também assinaram o termo.

A Educadora AM é a rádio mais antiga da região serrana e faz parte da evolução do estado. Grandes comunicadores fizeram história nos microfones da estação. Dentre eles podemos citar o saudoso Anderson Lenk, que tinha um programa polêmico mas que de tão querido tem os seus bordões lembrados até hoje por todos os ouvintes.

Em sua grade a Educadora também conta com o programa Notícias dos Hospitais, apresentado pelo Pastor Hilário Linhaus, que está no a 35 anos.

Em sua nova fase a emissora vai operar em FM e contará com uma nova identidade mas seguirá com a mesma essência. O sinal em FM tem inúmeros benefícios como melhor qualidade de áudio, com som limpo, sem interferências e com a possibilidade de a emissora ser inserida nos aparelhos de celulares com chip de FM.


Confira a relação das rádios capixabas que assinaram o termo:

Afonso Cláudio - RÁDIO EDUCADORA DE AFONSO CLÁUDIO
Cachoeiro de Itapemirim - FUNDAÇÃO SANTA TEREZINHA
Cachoeiro de Itapemirim - RÁDIO CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM LTDA
Cachoeiro de Itapemirim - SM COMUNICAÇÕES


Em 2017, o mutirão da migração passou pelos seguintes estados: Bahia, Rio Grande do Sul, Pará, Paraná, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Mais de 600 emissoras de rádio já assinaram o contrato para a nova outorga.

Quase 1,5 mil rádios AM das 1781 existentes no Brasil solicitaram a migração para o FM. Nesta primeira etapa, cerca de mil emissoras poderão operar na faixa atual de FM, de 88 a 108 MHz. As demais emissoras terão que esperar concluir o processo de digitalização da TV para liberação da faixa estendida, de 76 até 108 MHz. Após a migração e o início da transmissão em FM, as emissoras de rádio têm 180 dias para devolver o canal AM.

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: