sexta-feira, 28 de abril de 2017

Luciano Huck pode processar responsáveis por acidente aéreo

A apresentadora Angélica, em entrevista ao programa “Bem Estar”, da Globo, revelou que  desenvolveu síndrome do pânico em decorrência desse acidente aéreo que sofreu em maio de 2015, juntamente com toda a sua família, o apresentador Luciano Huck e seus três filhos, além das babás.

Foto: TV Globo/Divulgação
“Acho que desencadeou sim por causa do acidente. Com certeza foi um momento forte, que mexeu muito comigo. O pânico é isso”, contou a apresentadora. Na ocasião, houve um pouso forçado da aeronave em que eles estavam, fazendo com que todas as pessoas fossem colocadas em perigo.

“Eu sentia umas palpitações, tinha medos de algumas coisas, de sair e ficar sozinha em alguns lugares. Era incontrolável. É uma coisa que racionalmente você sabe que não tem nenhum problema, mas aquilo não tem lógica”, relembrou Angélica, que ficou bastante mexida com tudo isso.

Agora, de acordo com a colunista Keila Jimenez, Huck já foi questionado por seu advogados se pretende ou não processar os responsáveis pelo acidente, pois tem esse direito.  A Aeronáutica concluiu nesta semana o relatório sobre as causas do acidente com o avião em questão.

Segundo o relatório final, foi comprovado que a causa do acidente foi pane seca, quando, com 35 minutos de voo, o motor esquerdo parou de funcionar. No tanque da asa esquerda, havia no máximo 160 litros, e não 350 litros de combustível, e ele apresentou as informações erradas ao painel de controle.

O relatório, no entanto, indica que o piloto não seguiu os procedimentos de emergência, e a empresa MS Táxi Aéreo, que alugou o avião para a família, orientava os pilotos a não informar, nem anotar no diário de bordo os problemas dos aviões para não ter de parar as aeronaves nas oficinas de manutenção.

Fonte: OTVFoco

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: