quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Farmácia Cidadã Estadual entre as melhores do país em cobertura de medicamentos

No Estado do Espírito Santo, quem precisa fazer tratamento com medicamentos de alto custo pode ter acesso aos remédios por meio das unidades da Farmácia Cidadã Estadual. No ano passado, as farmácias realizaram 752 mil atendimentos, entre abertura de processo para solicitação e entrega de medicamento, uma média de 62,7 mil pessoas atendidas por mês. Só de novos pedidos de medicamento foram 25 mil durante o ano.


Atualmente, 71.800 pessoas são beneficiadas por uma das dez unidades em funcionamento. A gerente de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Gabrieli Fernandes Freitas, ressaltou que mesmo em um ano de grandes desafios, como foi 2016, o governo estadual manteve um índice de 96% de cobertura de medicamentos. “Esse índice mostra a porcentagem de medicamentos que estamos conseguindo manter disponíveis para a população, e nosso indicador está entre os melhores do Brasil”, comentou.

Atualmente, o serviço oferece 300 tipos de medicamentos, fórmulas nutricionais e insumos para tratamento de doenças graves. Desse total, 74 são repassados pelo Ministério da Saúde e 224 o Governo do Estado fornece com recursos próprios. Em 2016, governo estadual investiu R$ 61,7 milhões em assistência farmacêutica.


Atendimento

Gabrieli Freitas destaca que a entrega dos medicamentos é feita exclusivamente por farmacêuticos e que de fato os pacientes saem das farmácias com as informações que precisam para usar as medicações corretamente. No retorno, são questionados sobre possíveis efeitos colaterais e sobre o quadro geral de saúde.

“Para as farmácias comerciais, o Conselho Regional de Farmácia (CRF) preconiza a presença de pelo menos um farmacêutico em horário integral. As Farmácias Cidadãs Estaduais, que não são farmácias comerciais, contam com pelo menos cinco farmacêuticos cada. É uma mão de obra qualificada, que está em contato direto com o cidadão para orientá-lo. Esses profissionais passam por capacitações mensais e seguem protocolos rígidos”, argumenta a gerente.


Como ter acesso

Caso necessite de algum medicamento de alto custo, o cidadão deve recorrer à Farmácia Cidadã Estadual localizada em seu município ou aquela que for referência para o seu local de residência. O paciente deve apresentar exames e documentos fornecidos pelo médico, e a farmácia abrirá um processo para avaliar a solicitação.

Quando a avaliação é concluída, a Farmácia Cidadã envia uma mensagem (torpedo) para o telefone celular do paciente ou do responsável informando se a solicitação foi aprovada ou não, e dizendo da necessidade de entrar em contato com a farmácia para agendar o atendimento nos casos aprovados. “É importante o paciente ficar atento às datas de retirada para não acontecer de ficar sem o medicamento e causar a interrupção do tratamento”, orienta a coordenadora das Farmácias Cidadãs Estaduais, Cintia Ribeiro.

Duas vezes por semana é publicada no site da Farmácia Cidadã Estadual (www.farmaciacidada.es.gov.br) a lista dos itens que estão indisponíveis. Além dessa informação, o site disponibiliza o passo a passo para solicitação de medicamentos de alto custo pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Espírito Santo.

Onde tem

As unidades da Farmácia Cidadã Estadual estão localizadas em Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus, Colatina, Nova Venécia, Linhares e Venda Nova do Imigrante.

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: