quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Seleção feminina sofre com retranca e empata com a África do Sul

Já classificada, a seleção brasileira feminina de futebol se deu ao luxo de poupar a craque Marta para o confronto com a África do Sul, na Arena Amazônia. A expectativa da torcida era de uma goleada, mas não foi o que aconteceu na noite desta terça-feira. Sem inspiração ofensiva, as meninas do Brasil ficaram no empate sem gols.

Foto: Reprodução
A retranca criada pelas sul-africanas também colaborou para que o placar não saísse do zero. Marta até entrou na etapa final, mas não conseguiu mudar o panorama da partida.

Apesar do empate, a seleção brasileira foi muito aplaudida pela torcida, situação bem diferente da que aconteceu com o futebol masculino no empate com a África do Sul.

O resultado tira o 100% de aproveitamento do Brasil no torneio. A seleção termina a participação no grupo E com sete pontos conquistados, na primeira colocação. China e Suécia, com quatro pontos, vieram na sequência. A África do Sul ficou com apenas um ponto.

Com isso, as brasileiras encaram a Austrália nas quartas de final da competição. O jogo acontece na sexta-feira, dia 12, às 13 horas (de Brasília). Quem passar, pega o vencedor de Estados Unidos e Suécia na semifinal.

O duelo das quartas é uma revanche para o Brasil. A seleção foi eliminada pelas australianas no Mundial de 2015.

O jogo

Mesmo com o time misto, o Brasil começou a partida tomando conta das ações ofensivas. No entanto, a primeira chance clara de gol foi da África do Sul. Aos oito minutos, Malherbe deu bom lançamento para Kgatlana, que ficou cara a cara com a goleira Aline e finalizou. A arqueira brasileira, no entanto, se posicionou bem e fez a defesa.

A seleção brasileira respondeu na mesma moeda, aos 14. Raquel recebeu lançamento em profundidade e ficou cara a cara com a goleira Barker. A meia tentou o drible, mas a arqueira sul-africana se recuperou e conseguiu fazer o desarme.

O Brasil dominou praticamente todo o restante da primeira etapa. Porém, a melhor chance aconteceu aos 38 minutos. Debinha carregou a bola pela direita, bateu da entrada da área e carimbou a trave direita de Barker. Apesar da grande oportunidade, o gol brasileiro não saiu e a partida foi para o intervalo em 0 a 0.

A seleção brasileira seguiu muito melhor na segunda etapa. Porém, pecava nas finalizações, mandando muitas delas longe do gol. Com isso, a primeira boa chance foi novamente das sul-africanas. Aos 25 minutos, Kgatlana chutou procurando o ângulo e obrigou a goleira Aline a se esticar para defender.

O Brasil respondeu logo em seguida. Marta cobrou escanteio para a área, aos 31, e Érika apareceu para cabecear com perigo para fora.

A chance de ouro, no entanto, veio aos 37. Fabiana recebeu lançamento na grande área completamente livre de marcação e chutou de primeira. A finalização, no entanto, foi em cima da goleira Barker, que defendeu.

Ainda deu tempo para uma última chance. Aos 43, Raquel recebeu nas costas da marcação e tentou tocar por cima de Barker. A goleira, no entanto, deu um tapinha, e garantiu o empate em 0 a 0.

Fonte: ESPN

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: