sexta-feira, 10 de junho de 2016

Cardeal do Rio testemunha tiroteio ao sair do Cristo Redentor

O arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, foi surpreendido nesta manhã (10) por um tiroteio em Santa Teresa, centro da cidade, que durou cerca de dez minutos. Ele havia saído do Cristo Redentor e se dirigia ao Aeroporto Santos Dumont para ir a São Paulo, quando trocas de tiro nos Morros Fallet/Fogueteiro o fizeram sair do carro onde estava e se abrigar.

Foto: Arquidiocese do Rio/Divulgação 

"Junto com muitos outros passageiros de ônibus e outros veículos. Ficamos uns dez minutos. Quando amainou um pouco, demos marcha a ré e pegamos outra rua. Os ônibus à frente continuaram parados. Não sei como terminou", disse dom Orani.

Esta foi a terceira vez que o cardeal passa por situação de violência urbana. Em julho passado, o líder religioso estava em um carro, com o motorista e um casal de amigos, quando foi abordado por homens armados no Bairro de Quintino. Em setembro de 2014, ele foi assaltado também em Santa Teresa. O carro foi interceptado por três homens armados que exigiram que todos os ocupantes entregassem seus pertences. Um dos assaltantes reconheceu dom Orani, pediu desculpas, mas ainda assim levou cordão, crucifixo, caneta, celular e uma réplica do anel de ouro que dom Orani recebeu do papa Francisco, quando se tornou cardeal arcebispo, em cerimônia no Vaticano.

De acordo com o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Cora/Fallet/ Fogueteiro, policiais foram atacados por criminosos armados, quando realizavam patrulhamento de rotina, pela manhã. Ainda segundo o comando, não houve registro de feridos, prisões ou apreensões. O policiamento foi reforçado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), pelo 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) da Praça da Harmonia e por UPPs da região.

Agora há pouco, moradores das comunidades de Cora, Fale e Fogueteiro interditaram durante uma hora um trecho da rua Itapiru, no Rio Cumprido, zona norte, para protestar contra os constantes tiroteios na região e a truculência policial. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que o trânsito é intenso na região. Agentes da CET-Rio, da Guarda Municipal e da Polícia Militar atuam no local.

Fonte: Agência Brasil

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: