sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Com menos policiamento em Santa Maria, furtos a casas e comércios chamam a atenção pela ousadia dos bandidos

Os diversos furtos a comércios e residências em Santa Maria de Jetibá têm chamado a atenção nos últimos dias na cidade. Alguns casos se destacam pela ousadia dos bandidos, que se aproveitam da ausência dos moradores ao sair para trabalhar, para levar o que podem. A maioria das ocorrências aconteceu à luz do dia.

                                                                                                    Imagem Reprodução

Na manhã de quarta (18) uma comerciante teve a porta do comércio arrombada no centro. Segundo relatos de vizinhos, o suspeito mora em frente à residência de Luzia de Fátima Stinguel,que informou à Polícia que percebeu que a porta de aço do estabelecimento aberta e amassada e disse que foram levados 4 reais e 5 maços de cigarro. A esposa do acusado, N.S.,em casa, disse à Polícia que foi ameaçada de morte, juntamente com os filhos do casal, caso denunciasse à Polícia. O material furtado foi encontrado na casa do acusado.

Na tarde da última quarta (24), em São Luís, uma dupla levou uma maleta de mostruário com jóias para revenda da esposa e um notebook. Ilson Caetano, 51, funcionário público, contou aos policiais que a esposa havia saído de casa por volta das 2 e meia da tarde para ir a uma consulta com dentista e que, em seguida, um carro Volkswagen Polo prata ano 2008 chegou à garagem da residência. O veículo possui os vidros escurecidos e não foi possível ver os dois suspeitos. O prejuízo com o furto é de aproximadamente R$ 10 mil. Problemas com a fechadura defeituosa da casa podem ter facilitado a ação dos bandidos.
 

Polícia suspeita que mesma dupla possa ter agido na casa ao lado

 Também no mesmo dia, por volta de 18h45min a Polícia foi chamada para outro caso bem parecido no mesmo bairro. Edriana Loretto, 27, bibliotecária de uma escola estadual próxima de onde mora, teve suas jóias levadas da casa onde mora enquanto trabalhava durante o dia. Segundo informações, a vítima saiu para trabalhar por volta de meio dia e, ao retornar para casa por volta das 18h10min viu a porta da sala destrancada e encostada. Dentro da residência, tudo revirado. Edriana contou que sua caixa de jóias estava jogada vazia em cima da cama. “Tá tudo muito estranho em nosso bairro. Tem muita gente estranha, inclusive usuários de drogas. Nem dormi mais no apartamento, estou muito chocada ainda”, contou.

A Polícia suspeita que a os bandidos sejam os mesmos que furtaram outra casa no mesmo dia. A casa fica ao lado da que foi arrombada pela manhã. “A Polícia deveria circular mais, principalmente aqui em São Luís”, disse Edriana, assustada com tudo. De acordo com ela, vizinhos relataram que um carro foi visto parado próximo ao prédio vários dias antes da ação, quase sempre nos mesmos horários. “O carro chegava e ficava parado sempre à tarde por algum tempo, depois saíam e retornavam às 11 da noite ficando até as 4 da manhã. Os vizinhos podem ter ficado com medo de denunciar”.

Em outro caso mais ousado, uma moto foi roubada de uma oficina de motos no início da manhã de quarta-feira (25). Uma moto Garini GR 150 cilindradas de cor preta, placa MSN 2331 que havia sido deixada para reparos foi levada de madrugada da loja, que foi encontrada pelos policiais com a porta aberta por volta das 06h20 da manhã.

Outra motocicleta, uma Honda CG 125 de cor vermelha foi abandonada estacionada em frente à oficina. Segundo a Polícia, o acusado, que ainda não foi identificado, pode ter entrado por uma báscula de vidro localizada à frente do estabelecimento e teria ido aos fundos, na loja de peças, onde encontrou a chave do veículo levado. Uma testemunha afirmou aos policiais que um homem trajando bermuda jeans e jaqueta branca foi visto chegando a pé empurrando uma bicicleta em direção à Avenida Frederico Grulke por volta de 04h20min.

Nenhum suspeito ou acusado foi preso até o fechamento desta reportagem. O policiamento no município já diminuiu. O corte de 20% dos gastos com custeio e pessoal, decretado pelo governo do Espírito Santo, já tem causado impacto nas polícias Militar e Civil. A contenção, que inclui a economia do uso de combustível, reduz o número de viaturas da polícia circulando pelas ruas em diversos municípios e já atinge Santa Maria de Jetibá.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Espírito Santo (Sintel-ES), o governador Paulo Hartung teria determinado a redução do quadro de funcionários do Ciodes e do Disque-Denúncia, serviços essenciais à população. Serão demitidos 45 teleatendentes que respondem pelo número 190 e 13 que respondem pelo 181. Isso significa, segundo o Sinttel, uma redução no atendimento aos pedidos de socorro em aproximadamente 75 mil chamadas no Ciodes e em 16.250 ligações para o Disque-Denúncia por mês.

A Equipe da Pomerana FM segue apurando dados com o DPM de Santa Maria de Jetibá sobre o policiamento no município e, em breve, mais informações sobre a contenção de gastos e redução no policiamento na cidade.

Fonte: Pomerana FM

SHARE THIS

Author:

Etiam at libero iaculis, mollis justo non, blandit augue. Vestibulum sit amet sodales est, a lacinia ex. Suspendisse vel enim sagittis, volutpat sem eget, condimentum sem.

0 comentários: